20 de jan de 2013

Ainda assim...

Ainda que não haja nada em mim 
Que não seja teu e nem meu,
Que não seja nada... 

Ainda assim...
Estás em mim
Como estou em você.

Ainda que longe esteja,
De saudade faz-me chorar,
E de tristeza faz-me murmurar.

Ainda assim...
Meu amor te espera,
Por uma vida inteira.

Ainda que só reste as lembranças
E estas me façam sofrer,
E de sofrer eu não durmo.

Ainda assim...
Te sinto no peito,
Me afagando o coração. 

Ainda que não façamos amor
Nem mesmo nos amassamos
Naquela parede.

Ainda assim...
É no sabor do teu corpo
Que minha boca vai provar.

Ainda que for pecado te amar,
Te possuir e te
Sugar a boca.

Ainda assim...
Pereço no inferno mas,
Este pecado cometerei.

Ainda que seja hora do adeus
E lagrimas me consumam
só de pensar na saudade.

Ainda assim...
Quero tudo novamente
E mil vezes seguidamente.

Ainda que me falte tua boca
Que me falte o teu hálito,
de mulher sensual.

Ainda assim...
Ao deitar, sinto teu beijo doce,
Tão perfeito quanto a luz do luar. 

Ainda que demore,
Nem que meu peito chore
E minha alma tome um porre...

Ainda assim...
Eu te espero,
Te desejo e te quero
Para sempre, sempre...

3 comentários:

SiL.. disse...

um dos mais lindos que já vi..Ameiii

Anjos de Valencia disse...

Muito bom!

angela.m.s disse...

lindo,
perfeito , amei !